Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011
Resta uma  nuvem que desata o sol


O calor empenhado no trabalho
nos limites da Vida.
O infinito desperta dentro das casas
edificam o homem
à gentileza do tempo.
O Impermanente estar aqui de pontes fictícias
Acordo templos
em dias simples



convido a parte onde se faz dia
ao  humano que passa.
Os filhos à vista da Mãe
só aquela luz  acontece pelos meus olhos
Terra  Generosa

tantas espécies dessa emoção
respiram ares reais