Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2009
O chão enfeita-me o rosto.
Acorda um pensamento
invasão do mar no espírito.

Que eu saiba,
entravam e saíam
viravam pelo avesso do osso
fazendo sombra
na infância dos meus olhos.
De um dos espaços
ter retornado um olhar virado em grito.
Que fez desenhar tudo em um só alvoroço
Que te fez carregar um peito arrepiado
ainda por identificar.
Suspenso em qualquer gesto de estranheza
carrega sem peso uma escada na garganta.

A busca

E sentir veio junto a uma tentativa de embarque
Adiei tudo.
Da conclusão das coisas
nada conclui
Junto ao pensamento
olhei sem falar.

primeiro sê livre, depois pede a liberdade.(Pessoa)

de Camila

Simone, li um texto e lembrei de você, mandarei por aqui

"Deus disse: vou ajeitar a você um dom:
Vou pertence você a uma árvore.
E pertenceu-me.
Escuto o perfume dos rios.
Sei que a voz das águas tem sotaque azul.
Sei botar cílios nos silêncios.
Para encontrar o azul eu uso pássaros.
Só não desejo cair em sensatez.
Não quero a boa razão das coisas.
Quero o feitiço das palavras."

Manoel de Barros