Pular para o conteúdo principal
tratava de uma batalha entre meu ser
e o ângulo do mar.

um clarão abre o vento inteiro
no meu peito.
luz teimosa e certa
manchas na cor à sombra da casa
plantação de florestas entre
meus largos passos.
o desconcerto dos nervos
descobre no correr da água
o que ela perde em ter.

Comentários

  1. Alguma coisa mudou, é verdade.
    Alguma coisa continua, percebe-se também.
    Mas continua com ótimos os começos e finais.

    Duas coisas mexem comigo:
    ao nomear o "ângulo do mar" e a inversão
    "plantação de florestas entre/
    meus passos largos".

    Aquele abraço com parabéns!
    Paulo
    http://poenocine.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

de criança e chuva

filha da terra

junho de 2017

alto da montanha, vento frio e fogo. estrelas no céu irmãs.
mulheres em círculo de enorme gratidão.
ervas,  rezos e cantos levantados à mãe terra.
Silêncio e olhos fechados para receber o presente da presença.
Uma mãe forte que acolhe conversa com as quatro direções e ensina como tocar a terra com respeito e amor.
tambor, faísca de fogo, água
plantas sagradas
em honra e união seguimos
mulheres.

cachoeira do Caldeirão, minas gerais
foto katty cuel


Peixe grande come peixe pequeno, Brueghel



após a orientação dos  remadores e dos pássaros