Pular para o conteúdo principal
Haverá um olhar na sombra
justamente um desejo
de deitar sobre as pedras
de lado os ossos ouvirão o tremer do vento.
As faíscas da face deverão partir
Da mais funda ruga
uma raíz tomará o poço.
não afastar a luz de dentro
para fora do peito,
Águas brotaram.
A vontade é de só visitar
o canto flutuante
pois a terra já tenho plantada nos pés.
Tudo o que é vivo espera.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

...

foi aí por aí....

"o povo não se mexia mais, apavorado, com medo, medo de fechar as portas, com medo de ficar na rua, com medo de falar e de ficar calado, com medo de existir."

(guimarães rosa)